4
mai
2016
1

O que significa realmente Valar Morghulis?

Sempre me perguntei. Desde a segunda temporada de Game of Thrones essa frase e sua respectiva resposta, Valar Dohaeris, me soavam enigmáticas. Pra mim, pra Arya Stark e provavelmente pra muita gente. Mas desde a temporada passada, a quinta, começaram a aparecer pistas.

A chegada da Arya na Casa do Preto e Branco, em Bravos, mostrou a menina apanhando pra entender os dogmas do lugar. Qual era a resposta que eles esperavam dela toda vez que começavam um daqueles jogos perversos? “Eu não sou ninguém”. Testaram também a sua capacidade de seguir ordens, se passar por outras pessoas e até matar. E aquela sala bizarra com uma pilha de rostos? Ali se adorava um Deus único, mas de muitas faces. Ele pode ser vários, assim como seus fiéis seguidores.

“Todo homem deve morrer” – “Todo homem deve servir”. A filosofia dessa casa se parece muito com princípios das filosofias religiosas, onde se deve servir a um ou mais deuses, pois através desse exercício é possível chegar na anulação completa do ego, que é quem somos, a nossa racionalidade, e nos transformarmos em pessoas melhores. Da mesma forma é o trabalho do ator. Algumas correntes teatrais trabalham com essa mesma dinâmica para que o ator consiga se bloquear e viver personagens diversos. É a morte necessária para o renascimento, assim como o simbolismo da dança de Shiva.

No seriado, a expressão se conecta bastante com a trajetória da personagem. Arya não tem mais família, nem casa e para recomeçar é preciso se livrar do que lhe restou: seu sobrenome e sua história. Por isso ela teve que abandonar os seus pertences logo que conseguiu entrar no templo. Eram resquícios da sua outra vida. Mas, numa cena bastante simbólica, ela não consegue jogar fora a sua espada, a Agulha, e a esconde no meio das pedras. O seu desejo de vingança ainda está muito vivo. E é por isso também que ela continua levando rasteiras nessa temporada. Também desobedeceu as ordens superiores e não executou quem deveria, mas matou o Sir Meryn ao reconhecê-lo. A seita não permite que se escolha quem matar, apenas aqueles ordenados.

Lembram da lista negra que a pequena Stark tanto repetiu por temporadas e temporadas? Parece que ela terá que abandoná-la de vez se quiser se tornar um “Homem Sem Rosto”. Resta saber é se ela deixará a sua Agulha e toda a sua história verdadeiramente pra trás ou se seus sentimentos continuarão falando mais alto.

 

Deixe um comentário